A ejaculação precoce em geral constitui motivo de vergonha e frustração para o homem,e é uma das principais causas de desajustamento e separações conjugais.Contudo,hoje,com os recursos de terapia sexual, pode ser eliminada ,na maioria dos casos, de maneira rápida e eficaz.
Os ejaculadores prematuros se sentem sexualmente incompetentes e culpados por não conseguirem dar prazer a suas parceiras. Com o tempo, um círculo vicioso de fuga e angústia restringe o prazer sexual.
Muitos dos ejaculadores prematuros não têm exata consciência desta disfunção (doença). Estes ignoram que o controle da ejaculação (“gozo”) é fundamental para mostrar sua competência na arte do amor, e para se ter um pleno ajustamento sexual com sua parceira. Muitas vezes, por ignorar o problema do marido, a mulher pode pensar que é incapaz de atingir o orgasmo.

DEFINIÇÃO: Define-se como ejaculação precoce a condição em que o homem é incapaz de exercer controle voluntário sobre a sua ejaculação e atinge o orgasmo muito depressa. Por isso a sua parceira dificilmente estará excitada o suficiente para também chegar ao prazer máximo. Esta definição independe do tempo do orgasmo, do tempo que o pênis permanece dentro da parceira, e também do número de investidas penianas dentro da vagina.

As reações emocionais dos indivíduos com esta doença são variáveis e para muitos não constitui um problema. De qualquer forma a prematuridade impedirá que a esposa sinta o aumenta gradativo de sua excitação durante o coito e o homem sente a ejaculação como um prazer incompleto e muito breve.
No início, o homem tenta retardar o processo ejaculatório por meio de métodos baseados no senso comum. Ele tenta distrair-se pensando em problemas profissionais, mordendo os lábios, cravando as unhas nas mãos, contraindo músculos da nádega, e assim por diante.
Estas técnicas apenas retardam de momento o início da excitação, mas não garantem o controle ejaculatório.

CONSEQUÊNCIAS
Como conseqüências da ejaculação rápida temos:
a) frustração da mulher;
b) o espaçamento cada vez maior entre os contatos sexuais;
c) a esposa poderá deixar de ter qualquer consideração pelo marido, além de perder a confiança em si mesma como mulher;
d) (o mais grave), a ansiedade provocada pelo medo de falhar, dada pelo questionamento feito pela parceira em relação a virilidade do homem, pode levá-lo a impotência sexual.

CAUSAS: A ejaculação precoce decorre, na maioria dos casos, de problemas psicológicos. Como causas orgânicas temos a fimose (que aumenta a sensibilidade local), doenças hormonais e infecções como uretrites e prostatites.
Experiências sexuais que levam o indivíduo ao chamado “sexo rápido com prostitutas, em carros etc.” estão entre os fatores que contribuem para a ejaculação precoce.

TRATAMENTO: O tratamento utilizado com sucesso na clínica, inicialmente é feito em uma pesquisa física para se excluir doenças, inclusive com exames laboratoriais.
Após afastadas estas causas ,o tratamento se baseia em uma aprendizagem rápida do paciente em identificar claramente as suas sensações pré orgásticas e desta forma prolongar o tempo para a sua ejaculação.
O uso antigo de geléias anestésicas, ingestão de sedativos fortes e de bebidas alcoólicas, banhos frios e masturbação prévia ao coito não são eficazes e foram abandonadas.

A PARTICIPAÇÃO DA PARCEIRA SEXUAL É ESSENCIAL E INDISPENSÁVEL PARA O TRATAMENTO E CURA DO PACIENTE. O carinho e compreensão da mulher são fatores essenciais para que o ejaculador precoce consiga superar sua dificuldade.
Durante a ORIENTAÇÃO SEXUAL dada ao casal fornecemos instruções sobre uma seqüência de técnicas e experiências sexuais simples a serem colocadas em prática pelo casal na intimidade de seu lar Nestas, eles desenvolvem entre si formas adequadas e gratificantes de intercâmbio sensorial e sexual.

DR CELSO MARZANO – Urologista, sexólogo e terapeuta sexual. Diretor do CEDES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *